sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O Gerês e os animais abandonados


Das curtas férias no Gerês a maior recordação que trago é a imagem do cãozinho a quem chamei de Raposinho, que representa os diversos animais de ninguém que passaram, diariamente, diante de mim. Os vários cães e gatos que aparecem nas estradas interiores e que se aproximam de quem faz piqueniques, na esperança de obter alguma  subsistência ...

Sem comentários:

Enviar um comentário